sobre TV LIVRE

Hoje, o desenvolvimento tecnológico permite a apropriação da rádio e teledifusão
de baixa potência por grupos e pessoas comprometidas com a luta pelos direitos
humanos fundamentais. O direito de comer, trabalhar, morar e querer uma ecologia sustentável: qualidade de vida. O que inclui livre-produção cultural e resistência aos modelos colocados pela industria cultural: significa o direito de poder se expressar e afirmar um pouco do que é para a coletividade.

Antes ouvintes, agora locutores.

Você sabe como funciona a legislação sobre os meios de comunicação no Brasil?

Ela atua sob a vigilância das grandes empresas de comunicação e ignora o direito à informação.

Quando estas leis são desobedecidas pela população - por serem injustas - o aparato policial é acionado no sentido de preservar o caráter monopolista e vertical da comunicação hegemônica.

Apesar disso, as iniciativas não param de crescrer.

Vias alternativas de comunicação-informação: necessidade que rompe o cerco das estruturas informativas predominantes.
desejo e direito de comunicar o que não foi dito. sair do sufoco do indivíduo anônimo, isolado. auto-estima de se saber ouvido.

TVs Livres: Novos espaços de comunicabilidade e interação. programação diferente e inovadora, autosuficiente e sem fins lucrativos. resistindo ao monopólio das telecomunicações, pilar da dominação pelo $$$. TV livre é inovação, é idéia, prática reconfigurada, independência, trabalho em grupo, liberdade.